Os créditos sobre a primeira gravação eram dados a Thomas Edison que, antes de inventar a lâmpada elétrica, criou o fonógrafo, em 1877.

SFA-thomas-edison

Durante o processo de criação, ele cantou um poema para testar o invento. Mas alguns cientistas americanos acabaram descobrindo uma gravação feita em 1860, 17 anos antes da outra feita por Edison.

Apesar de ter sido desenvolvido por Edison como um equipamento para o registro da voz falada, o Fonógrafo foi rapidamente adotado como meio para registro musical, abrindo possibilidades ainda não existentes para o registro da música popular pelo Mundo.

Já no Brasil, a primeira música gravada foi “Isto é Bom”, do cantor e compositor baiano Xisto Bahia, em 1902.



A criação dos discos é creditada ao canadense Émile Berliner, na década de 1870, feitos de goma-laca, material negro e opaco.

A princípio, não havia um padrão de velocidade e tamanho dos discos. Só na década de 1910 é que os discos passaram a ter a velocidade padrão de 78 rpm (rotações por minuto) com 25 cm.

SFA-Disco marca Gramophone

Já os LP’s (Long Play) surgiram no final da década de 40, produzidos com material plástico, mais leves, práticos e mais resistentes que os de 78 rpm.

[expander_maker id=”1″ more=”Emile Berliner” less=”fechar”]

Emil Berliner (Hanôver, 20 de maio de 1851 — Washington, D.C., 3 de agosto de 1929) foi um inventor alemão, naturalizado americano. Em 1908 desenvolveu um motor rotativo para uso em aeronaves. Este motor foi amplamente utilizado em helicópteros.
Além das invenções relativas à mecânica aeronáutica, Berliner inventou o gramofone com sistemas novos que vieram possibilitar o aperfeiçoamento do fonógrafo e a gravação fonográfica por si tendo sido utilizados posteriormente pela indústria fonográfica. Foi o fundador da Deutsche Grammophon.[/expander_maker]



O primeiro CD gravado em larga escala foi do pianista chileno naturalizado americano Claudio Arrau, onde continha músicas de Chopin, em 1982.

Claudio_Arrau_byAllan_Warren



No Brasil, o primeiro CD álbum foi “Curare“, da cantora e compositora Rosa Passos, lançado em 1991.

Rosa Passos Curare